Total de visualizações de página

domingo, 6 de março de 2011

NÃO FALE DE BOCA CHEIA (etiqueta para crianças)



Esse é o título de um livro de comprei para minhas crianças, achei uma graça vou fazer um resuminho para voceis talvez seja útil.

"Ajude se filho a formar bons hábitos enquanto ainda é pequeno.Assim, ele nunca abandonará o bom caminho, mesmo depois  de adulto." Provérbios 22:6

A NECESSIDADE DE REGRAS

Por serem meticulosas, as crianças se sentem mais seguras quando as regras são claras e aplicadas especificamente. Portanto, a âusencia de normas ou limites causa-lhes desconforto e insegurança.
Os filhos obedecem aos pais e os honrram não porque os pais fezem tudo correto, mas porque os pais amam e compreendem seus filhos, criando assim relações significativas com eles.

A IMPORTÂNCIA DO EXEMPLO DOS ADULTOS

As crianças são extremamente observadoras, portanto eduque pelo exemplo. Crianças enjoadas à mesa são filhos de adultos enjoados, crianças que gritam são filhos de adultos que gritam, crianças que falam palavrões  repetem o que escutam dos adultos.
O exemplo dos pais e de outras pessoas importantes na vida da criança é o fator básico no seu desenvolvimento social, moral e espiritual. Isso inclui professores e outros adultos que exerçam influencia sobre criança.

ETIQUETA À MESA

O comportamento de uma crinaça à mesa reflete o comportamento dos pais ou adultos com os quais convive. A proveite a intimidade da vida em família para sentar-se com a criança à mesa e educa-la em seus mínimos gestos: manter a boca fechada ao mastigar os alimentos, deixar os talheres no lugar certo, manter um tom de voz baixo, não reclamar da comida, usar o guardanapo antes de beber qualquer líquido.
Muitas regras de etiqueta que as crianças absorvem na hora das refeições serão importantes durante toda a sua vida, e em esferas que vão além da mesa. Na cultura européia, dizer "obrigado" é uma das primeiras lições que as crianças aprendem.

ENSINANDO AS PALAVRINHAS MÁGICAS

Eduque seu filho para que ele agradeça os presentes que recebe e cumprimente a todos sempre usando as palavrinhas mágicas: por favor, obrigado, com licença, desculpe-me, bom dia, boa tarde,boa noite, até logo. Essas expressões tão simples formam base que sedimenta a educação infantil na vida adulta.

DESENVOLVENDO A RESPONSABILIDADE

Atribuir tarefas corriqueiras, compativéis com sua competência e idade, ajuda a criança a desenvolver autoconfiança e responsabilidade. Crianças pequenas podem ajudar a esvaziar o cesto de papéis, levar o lixo para fora e varrer a garagem.
Para desenvolver a confiança, a criança precisa de oportunidades de escolha O direito e opção permite que ela desenvolva o sentimento de propriedade e de responsabilidade por aquilo que realiza.

O RESPEITO

Caso voce resida em apartamento, oriente seu filho para brincar no playground, quando hover, ou dentro de casa, na falta de um.
Nunca permita que ele brinque nos corredores, elevadores, na garagem e nas demais áreas comuns do prédio. Isso é demonstração de respeito aos vizinhos, à tranquilidade e ao sossego a que todos têm direito.

NA PRESENÇA DE VISITAS

Se houver visitas para a refeição, as crianças deverão ser servidas separadamente, a menos que elas sejam um exemplo de comportamento à mesa ou se a visita for alguém de muita intimidade.
Assim tão logo lhes seja servida a refeição, elas estarão liberadas para suas atividades, permitindo aos adultos usufruírem sua refeição com calma e paz, num ambiente propício.
Quando recebemos visita, as crianças devem cumprimentá-las sem que precisemos insistir. Essa orientação lhes deve ser passada com antecedência, nunca diante das visitas. Todas as visitas que chegam a nossa casa devem ser cumprimentadas.

Fonte : Livro Não fale de boca cheia (Autores Suzana Doblinski e Albertina Costa Ruiz
Edita Mundo cristão

Nenhum comentário:

Postar um comentário